Vice-diretor do Foro da JFPB toma posse no TRE-PB

14/08/2015 às 13:21

            O juiz federal Emiliano Zapata, vice-diretor do Foro da Seção Judiciária da Paraíba, tomou posse, nessa quinta-feira (13), como membro efetivo do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba. A solenidade ocorreu na Sala de Sessões do TRE-PB, dirigida pelo desembargador João Alves da Silva, presidente daquela Corte. O magistrado assumiu na vaga decorrente do término do biênio do juiz federal Rudival Gama do Nascimento, atual diretor do Foro da JFPB.

            Bastante prestigiada, a solenidade contou com a saudação inicial do juiz Breno Wanderley Segundo, o primeiro a dar as boas-vindas ao mais novo integrante, em nome daquela Corte Eleitoral. Destacou a retidão e a força de caráter do juiz Emiliano Zapata. “Homem de elevada cultura jurídica, preocupado com a prática da legalidade e do bem comum”.

            O procurador da República Victor Carvalho Veggi foi o segundo a saudar o magistrado, em nome da Procuradoria Regional Eleitoral. “Pessoa de preparo invejável, de postura reta e de respeito pelos colegas e pelos servidores. Essas qualidades serão festejadas nesse Tribunal”.

            A terceira saudação foi feita pelo advogado Rodrigo Greco, procurador do município de Campina Grande, representando a OAB-PB. Ele destacou que a categoria possui três expectativas em relação ao juiz que julgará uma causa sua. A primeira é que ele conheça a realidade sobre a qual irá decidir; a segunda é que ele decida dentro do prazo que o direito reclama, e a terceira é que ele seja imparcial.

            Sobre cada uma dessas expectativas, o representante da OAB destacou que o juiz Emiliano Zapata possui as três características, porque, antes de julgar, procura estudar e conhecer a fundo o caso a ser julgado; “tem fama de ser uma máquina de trabalhar e de imprimir um ritmo de trabalho estonteante por onde passa”. Por último, destacou o seu perfil legalista. “Tenho certeza de que Vossa Excelência reúne todos os atributos necessários pra desempenhar, com maestria, essa sua nova atribuição, especialmente neste momento difícil pelo qual nosso país está passando, de crise política e econômica”.

            Em seu discurso, o novo membro da Corte Eleitoral fez referência ao passado, ressaltando a importância dos desembargadores Manoel Soares Monteiro, quando estagiário do TRE-PB, e Ridalvo Costa, quando trabalhou no TRF da 5ª Região. “Foi com Suas Excelências, nos anos de convívio como aluno, estagiário e servidor do Poder Judiciário, que tive meus primeiros contatos reais com o Direito vivido no dia a dia do Fórum Judicial e foi na atuação firme, dedicada e ética de Suas Excelências que encontrei e continuo a encontrar inspiração e exemplo para a minha atividade judicante, além de um padrão de concretização exemplar da função de Juiz que me esforço para tentar alcançar”.

            Para o magistrado Emiliano Zapata, “a atividade do Juiz deve ser norteada pela capacidade e cordialidade no ouvir, pois este é que permite a adequada compreensão dialética do litígio a ser resolvido, pela dedicação e trabalho e, acima de tudo, pelo bom senso, o equilíbrio, pois a Justiça é, como os antigos tanto na tradição ocidental como oriental o haviam percebido há muitos séculos, sinônimo de justa medida, de caminho do meio, embora este não seja, muitas vezes, fruto de uma medição determinável com precisão matemática”.

            O juiz Emiliano Zapata disse, ainda, sentir-se acolhido naquela Corte de Justiça, pela largueza de coração e coleguismo de seus membros, bem como do seu antecessor, juiz federal Rudival Gama do Nascimento, atual diretor do Foro da SJPB. Por fim, fez uma menção de agradecimento especial aos servidores, destacando que “não posso, também, nesse ponto, deixar de fazer referência à importância do apoio do Poder Judiciário e da sociedade às legítimas reivindicações dos servidores do Poder Judiciário Federal para valorização remuneratória de suas carreiras, pois sem isso estaremos fadados, no médio e longo prazo, a enormes perdas na qualidade do serviço judicial por eles tão bem prestado”.

            A solenidade foi prestigiada pelos familiares e colegas magistrados, entre eles o desembargador federal Rogério Fialho, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), além de outras autoridades.


Secom/JFPB


 Imprimir