Justiça Federal na Paraíba institui “Escritório de Inovação”

13/03/2019 às 09:33

O objetivo é desenvolver pesquisa e implementar soluções relacionadas às atividades do órgão, em especial na área de Tecnologia da Informação

Trabalhar na elaboração de estratégias usando tecnologia e criatividade. Esse é o objetivo do novo serviço da Justiça Federal na Paraíba (JFPB) que será lançado nesta quarta-feira (13) no Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), em Recife. Trata-se do “Escritório de Inovação”, um núcleo criado para desenvolver, principalmente, soluções na área de Tecnologia da Informação (TI) como forma de otimizar o trabalho no órgão.    

A apresentação sobre o funcionamento do novo núcleo da JFPB ocorrerá durante a “Court Party”, na Sala Capibaribe, no 1º andar do edifício-sede do TRF5. O evento será das 14h às 17h30 e apresentará as inovações em Tecnologia da Informação (TI) no âmbito da 5ª Região.

De acordo com o diretor do Foro da JFPB, juiz federal Bruno Teixeira de Paiva, a ideia é proporcionar melhoria da rotina de tarefas da Instituição, aprimorando recursos, reduzindo custos e riscos. “Com esta iniciativa, exercemos, cada vez mais, a eficiência, a qualidade e a celeridade  nos  serviços judiciários e administrativos oferecidos pela Seção Judiciária da Paraíba”, declarou o magistrado. 

O “Escritório de Inovação” é constituído por duas equipes: uma técnica, integrada por, no mínimo, quatro estagiários com formação em Tecnologia da Informação e Web Design, e outra de gestão, formada por servidores dos Núcleos Judiciário e de Tecnologia da Informação, Seção de Comunicação Social, Centro Judiciário de Solução Consensual de Conflitos e Cidadania (Cejusc) e Varas Federais da Sede.

Projetos em andamento

Inicialmente, o “Escritório de Inovação” está trabalhando em projetos relacionados à intimação por WhatsApp, gerenciamento de destinação das armas de fogo apreendidas, sistema de estatísticas do Núcleo Judiciário, painel de chamadas do Cejusc, pesquisa de precatórios e RPVs não levantados, aplicação web de acesso aos sistemas judiciais, digitômetro, mural digital, entre outros.

Autor: Seção de Comunicação Social da JFPB - imprensa@jfpb.jus.br


 Imprimir