JFPB descarta mais de quatro toneladas de resíduos sólidos reutilizáveis e recicláveis

12/07/2019 às 16:02

Materiais como sucatas de eletroeletrônicos, plástico, madeira, alumínio, vidro e papelão foram descartados pela Comissão de Gestão Socioambiental

         A Comissão de Gestão Ambiental da Justiça Federal na Paraíba realizou, nesta semana, a primeira parte de um grande descarte de resíduos sólidos reutilizáveis e recicláveis do órgão. Foram eliminadas, aproximadamente, 4,8 toneladas de materiais, que foram entregues à Associação dos Catadores de Recicláveis de João Pessoa (ASCARE).

         Sucatas de eletroeletrônicos, papel branco, cartucho de tonner, papelão, plástico, madeira, alumínio, vidro e mais seis unidades de lixeiras e duas de sucatas de containers de plástico foram recebidos pela associação. “Dessa quantidade de resíduos sólidos, uma parte significativa era proveniente de construções, manutenções, reformas e reparos de obras de construção civil ocorridas nos Fóruns da Seção Judiciária”, declarou Ruy Freire Duarte, presidente da Comissão.

         Além disso, mais de 600 unidades de lâmpadas fluorescentes foram destinadas para dois hipermercados locais que recolhem esse tipo de material e o destina para a Reciclus, entidade sem fins lucrativos criada para realizar a logística reversa de lâmpadas no Brasil. “Damos grande importância ao descarte correto de lâmpadas fluorescentes por serem extremamente nocivas ao meio ambiente e à saúde das pessoas, em virtude do mercúrio. Se colocado em local inapropriado, poderá contaminar o lençol freático, prejudicando o consumo da água”, ressaltou o presidente.

         A Comissão de Gestão Ambiental atuou de forma integrada com as Seções de Administração Predial e Engenharia (SAPE) e de Material e Patrimônio (SMP) da JFPB. Ainda de acordo com o presidente, a equipe irá realizar outro descarte de 300 lâmpadas até o final deste mês.

         Autor: Seção de Comunicação Social da JFPB - imprensa@jfpb.jus.br  


 Imprimir